Veia safena magna: quando e como tratar?

Autor: Dr. Victor Hugo

Médico vascular, especialista no tratamento de varizes e outras doenças vasculares, atuante em Fortaleza, Ceará.

A veia safena magna é a principal veia superficial localizada nos membros inferiores. Ela é uma das responsáveis por levar o sangue dos pés, pernas e coxas de volta ao coração. Essa veia se forma ao nível do tornozelo e percorre toda a perna pela face medial (“parte de dentro da perna”) e termina ao nível da virilha, onde ela desemboca na veia femoral, a principal e maior veia dos membros inferiores.

A localização da veia safena magna é representada na imagem abaixo, onde foi marcado todo o seu trajeto. Em algumas ocasiões, podem acontecer variações anatômicas e ela estar incompleta ou fora dessa posição.

Trajeto da veia safena magna

O que é veia safena magna insuficiente?

Quando dizemos que a veia safena magna apresenta refluxo ou é insuficiente significa que ela está doente. A função da veia safena magna é levar o sangue do membro inferior em direção ao coração, quando ela está doente, perde a sua função e não consegue conduzir o sangue (ou faz com muita dificuldade) em direção ao coração. É como se acontecesse um congestionamento dentro da veia e o sangue não consegue seguir seu fluxo normal, o que acaba aumentando a pressão dentro dessa veia.

O que é insuficiência segmentar da veia safena magna?

Usamos esse termo para quando a insuficiência ou incompetência da veia safena magna acomete apenas uma parte (um segmento) da safena e não a safena por inteiro.

Quais os sintomas de refluxo na veia safena magna?

Problemas na veia safena magna, tende a ocasionar dor nas pernas, edema, manchas escuras na pele e o surgimento de outras veias dilatadas e defeituosas na perna que “quebraram” por não aguentar toda a pressão em excesso na veia safena magna.

Se você recebeu esse diagnóstico do seu angiologista, calma, isso não quer dizer que você precisará realizar uma cirurgia ou fazer qualquer tipo de tratamento, essa análise vai depender de vários outros fatores como explicarei mais abaixo.

Refluxo na safena é perigoso?

O refluxo na veia safena ao longo do tempo pode acarretar complicações como úlceras na perna de difícil cicatrização, fibrose da pele, dermatite ocre e tromboflebite, além de ser causa frequente de dores, peso e inchaço nas pernas. Isso não quer dizer que todo mundo que possui refluxo na veia safena vai apresentar essas complicações e sintomas, pois eles acontecem geralmente após um longo período de doença.

Quando tratar a veia safena magna doente?

Nem todos os pacientes que apresentam a veia safena com refluxo ou insuficiente necessitam de tratamento, algumas vezes pode ser um achado ocasional no exame em pacientes totalmente assintomáticos, nesses casos, em minha clínica em Fortaleza, recomendo apenas um acompanhamento anual ou bianual com ultrassom para avaliar se o problema continua estável.

Pacientes com a veia safena magna doente, dilatada e que possuem sintomas, como dor nas pernas, inchaço, alterações de pele, escurecimento e manchas na pele, úlceras ou vasos e vasinhos defeituosos que são decorrentes do problema na safena irão precisar de tratamento que pode ser desde uma cirurgia até tratamentos minimamente invasivos sem a necessidade de cortes ou cirurgia que irei explicar mais abaixo.

Qual o diâmetro da veia safena magna?

O diâmetro normal da veia safena manga varia de 2mm até 6mm (milímetros) ou seja, 0,2 a 0,6 cm, podendo variar um pouco dessa média de acordo com a constituição física do paciente.

Retirar a veia safena vai fazer falta?

Uma pergunta comum é: Dr. o que acontece quando tirar a safena? Vai fazer falta? Por onde vai passar esse sangue? Posso viver normal sem a veia safena? Confira o vídeo sobre essa dúvida tão comum:

A resposta é: Sim, quem tira a veia safena magna vive normalmente, na verdade, tende a melhorar muito a sua qualidade de vida, pois é retirado a causa dos sintomas do paciente.

E por onde vai passar o sangue? A veia safena magna é apenas uma entre centenas de veias nos membros inferiores. Dividimos o sistema venoso da perna em dois: o profundo e o superficial. O sistema venoso profundo é responsável pelo transporte de 90% do sangue, enquanto o sistema venoso superficial é responsável por 10%.

A veia safena magna é apenas uma das veias que fazem parte do sistema venoso superficial, então quando ela é retirada esse sangue que passaria por ela é desviado para voltar pelo sistema venoso profundo e outras veias do sistema superficial que está normal e em pleno funcionamento.

Por isso a importância do ultrassom doppler na avaliação para verificar a integridade das outras veias, inclusive do sistema venoso profundo, pois em raros casos quando esse está comprometido pode não ser indicado retirar a veia safena, mas esses casos são a exceção da exceção.

Como tratar a veia safena magna com refluxo?

O tratamento da veia safena magna insuficiente pode ser desde a sua retirada cirúrgica, a chamada safenectomia até opções de tratamento mais modernos, sem a necessidade de cortes ou cirurgias e que permitem um retorno imediato às atividades (trabalho e exercícios) com resultados excelentes, sendo considerados hoje, a primeira escolha no tratamento da veia safena com resultados superiores a da própria cirurgia.

Os principais tratamento para a veia safena são:

Alguns novos tratamentos estão em desenvolvimento e prometem ótimos resultados, podendo estar disponíveis em alguns anos como o SONOVEIN, ainda em desenvolvimento na Inglaterra pelo Prof. Dr. Mark Whiteley, tendo o primeiro caso realizado no mundo em maio de 2019, então ainda devemos esperar vários anos até a tecnologia estar liberada e chegar no Brasil e ser mais uma opção no nossa arsenal.

Aqui irei explicar como funciona cada tipo de procedimento para a veia safena magna, para que você consiga discutir com o seu médico vascular qual a melhor opção para o seu caso.

Cirurgia para retirada da veia safena (safenectomia)

A cirurgia para retirada da veia safena, cujo o termo técnico é safenectomia, ainda é uma opção muito eficaz no tratamento de varizes, porém com o surgimento de técnicas minimamente invasivas e com resultados melhores que a cirurgia convencional, atualmente na nossa clínica em Fortaleza, não realizamos mais esse procedimento, exceto em raros casos nos quais não é possível realizar tratamentos não cirúrgicos. Clique AQUI para conferir meu artigo sobre a cirurgia de varizes e detalhes sobre a safenectomia.

Laser endovenoso ou endolaser

O tratamento com o laser endovenoso é considerado superior ao tratamento cirúrgico convencional e apresenta vários benefícios se comparado a cirurgia. Ele dispensa a necessidade de cortes, de anestesia geral ou raquianestesia, podendo ser realizado apenas com anestesia local, isso diminui muito o risco do procedimento e permite que ele seja realizado em regime ambulatorial e até no próprio consultório.

Hoje, na nossa clínica vascular em Fortaleza, é a primeira escolha para os pacientes com problemas na veia safena, pela sua grande segurança, eficácia e por dispensar os risco de uma cirurgia e anestesia geral e regional. Porém, não são todos pacientes com a veia safena doente que podem realizar esse tratamento, é preciso analisar alguns parametros durante a avaliação com o ultrassom que podem dificultar a aplicação da técnica e então, de acordo com os achados possamos fazer a melhor indicação de tratamento. Nesse artigo AQUI falamos sobre todos os detalhes do procedimento.

A desvantagem desse tratamento, seria o seu custo mais elevado se comparado com a cirurgia convencional, porém por apresentar uma recuperação mais rápida, menores chances de complicação e um pós-operatório mais confortável para o paciente, sempre optamos por esse método quando é tecnicamente possível realiza-lo.

Radiofrequencia

A radiofrequencia apresenta benefícios semelhantes ao laser endovenoso, sendo preferível à cirurgia convencional (safenectomia), com a desvantagem de que existem mais limitações técnicas para o seu uso, sendo o endolaser mais versátil e aplicável a um maior número de casos.

Escleroterapia com espuma

O tratamento de varizes com espuma é capaz de substituir a cirurgia convencional, com a vantagem de não ser necessário cortes ou repouso e pode ser realizada no próprio consultório. Você pode conferir clicando AQUI (tratamento de varizes com espuma) tudo sobre esse tipo de tratamento

Catéter flebogrif

O tratamento com esse catéter é um nova forma de tratar a safena, ele associa o uso da espuma na veia de forma mais direcionada e associada trauma físico o que diminui a necessidade de reaplicações.

Tratamento com cola (Clarivein)

Esse tratamento ainda não está disponível no Brasil, mas é literalmente uma cola que quando injetada dentro da veia promove o fechamento da mesma desviando o sangue para as veias normais. A vantagem seria não ser necessário realizar cortes ou cirurgia. Deixo AQUI o site oficial por curiosidade e para mais informações.

Pessoas também leram esses artigos…

4 Comentários

  1. Silvana da Silva

    Olá, tive o diagnóstico de veia magna insuficiente e o médico me indicou tomar diosmim.também é correto so o uso do medicamento ?

    Responder
    • Dr. Victor Hugo

      O medicamento ajuda a aliviar os sintomas, mas infelizmente não impede a progressão da doença e nem melhora a insuficiência.

      Responder
  2. Amanda

    Existe medicações para melhorar a safena insuficiente?

    Responder
    • Dr. Victor Hugo

      Infelizmente não Amanda. Os remédios apenas aliviam os sintomas como dor, peso e cansaço.

      Responder

Trackbacks/Pingbacks

  1. Cirurgia de varizes: o que eu preciso saber? - Victor Hugo Vascular - […] A cirurgia para retirada da veia safena é um procedimento muito eficiente na maioria dos casos, porém por ser…

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Agendar uma consulta